Primeiro voo direto para Santiago é inaugurado em Brasília

Print Friendly, PDF & Email

Antes enfrentando quase 8h entre escalas para chegar ao Chile, agora quem embarca em Brasília consegue chegar à capital chilena em menos de 5h. Outros destinos também serão possibilitados com o novo trecho aviário

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Para os viajantes que passam pelo Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek, embarcar para Santiago sem escalas agora já é uma realidade. Neste sábado (1º), a companhia aérea Latam promoveu a cerimônia de lançamento do primeiro voo ligando a capital federal à capital chilena sem conexões.

Uma viagem que antes durava aproximadamente 8h, com escalas muitas vezes em Guarulhos, Florianópolis ou demais cidades, agora pode ser feita de forma direta em menos de 5h, uma redução de quase 3h no tempo de voo. O avião da primeira viagem direta ao Chile decolou próximo às 9h, com duas mulheres à frente da tripulação, tanto a piloto como a copiloto.

A viagem que antes durava aproximadamente 8 horas agora pode ser feita de forma direta em menos de 5 horas | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Entre os passageiros do voo para Santiago, que teve 90% de ocupação preenchida, estava o jornalista Renato Abê. Antes de decolar, ele declarou que a nova possibilidade traz mais conforto aos viajantes. “A gente se organiza o ano todo para conseguir finalmente sair de férias, então a possibilidade de um voo direto facilita muito para que a gente consiga chegar mais tranquilo, sem tanto aperreio. A gente ganha mais um tempinho, não fica viajando o dia inteiro e chega logo ao destino para finalmente curtir e descansar.”

Por ser de Fortaleza, Renato ressaltou também a importância do voo ser uma conexão que liga não apenas quem vive em Brasília, mas todo o Brasil. “No meu caso faz mais sentido vir para cá para um voo como esse, é mais rápido e me conecta com uma gama muito maior de voos. Santiago só cresce quando o assunto é turismo, então é sempre uma possibilidade, realmente, de se conectar com o mundo”, acrescentou.

Brasília é a única capital brasileira que está conectada com todas as outras capitais do país, capaz de ligar as áreas em um tempo que varia de duas a três horas. Por meio do novo trecho para Santiago, também é possível acessar outros destinos além da América do Sul, como Sydney e Auckland

Do Quadradinho para o mundo

Brasília é a única capital brasileira que está conectada com todas as outras capitais do país, capaz de ligar as áreas em um tempo que varia de duas a três horas. Por meio do novo trecho para Santiago, também é possível acessar outros destinos além da América do Sul, como Sydney e Auckland.

“Brasília tem um posicionamento estratégico e um aeroporto de qualidade, isso traz a possibilidade de fazer essa distribuição de passageiros vindo do norte e nordeste para destinos na América do Sul e na Oceania”, destacou o head de Relações Públicas da Latam, Eduardo Macedo. Ele frisou, ainda, que atualmente o aeroporto de Brasília conta com 33 voos ligando todo o Brasil e 56% da ocupação no total de voos.

O secretário de Relações Internacionais do DF, Paco Britto, pontuou que os voos diretos podem incentivar os negócios não só para o Brasil como um todo, mas diretamente para o DF, trazendo mais turistas para conhecer o Quadradinho, a arquitetura e as belezas do Centro-Oeste.

O jornalista Renato Abê ressaltou a comodidade proporcionada pelo voo direto Brasília – Santiago

“O governo no Distrito Federal vem estimulando, desde o ano passado, esses voos com redução de tarifas e outros incentivos para movimentar todo o comércio, rede hoteleira e bares; então gira dinheiro aqui. Quem ganha é a população, com mais acessibilidade, flexibilidade, rapidez e conforto – tanto quem vem visitar quanto quem vem dos outros estados para poder viajar para outros países. Por que tenho que ir para São Paulo ou outro estado se posso ter um voo direto? Brasília tem potencial para esses voos, somos a maior renda per capita do país e as agências turísticas sabem disso”, observou o secretário.

O vice-presidente da Inframerica, Juan Djedjei, recordou que após a pandemia foi possível retomar os voos internacionais com mais destinos conectados com o Brasil. “Hoje estamos voltando praticamente à quantidade de destinos que tínhamos pré-pandemia no internacional. E esse é um voo super especial, porque junta o sul da América com o Brasil e também com a Oceania e demais lugares. Conecta Brasília a destinos fantásticos como o Chile, onde o pessoal pode ir no verão, aproveitar a praia, ou no inverno, para esquiar e também tomar vinhos, que o pessoal adora”.

O secretário Nacional de Aviação Civil, Tomé Franca, também presente na cerimônia de inauguração, reforçou a relação direta de crescimento que o setor traz para o turismo, a economia e para o lazer das famílias. “Temos o voo Brasília-Lima, agora Brasília-Santiago. E a tendência é que a gente continue trabalhando para ter mais destinos conectados com o Brasil”.

Repórter Brasília/Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *