Primeira creche pública da Vila Telebrasília atenderá 188 crianças em período integral

Print Friendly, PDF & Email

Batizado como Cepi Pitangueiras, o espaço tem investimento de R$ 5 milhões do GDF; alunos de até 5 anos e 11 meses poderão utilizar ambientes educacionais de alta qualidade

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A dona de casa Jessilene Juvino, 32 anos, está atenta à construção do primeiro Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) da Vila Telebrasília, no Plano Piloto. Mãe de quatro filhos, ela espera conseguir uma vaga para a caçula, a pequena Eloá Sofia, de 4 meses. “Meus outros três filhos são maiores – têm 6, 7 e 14 anos – e já estudam. Hoje em dia minha, maior questão é com a Eloá, porque preciso voltar a trabalhar, mas não tenho ninguém para cuidar dela”, comenta. “Essa creche vai me ajudar muito, com certeza. É do lado de casa e vai ser ótima para o desenvolvimento dela”.

Com R$ 5 milhões de investimento, Cepi Pitangueiras terá dez salas de aula, cada uma com capacidade para até 20 alunos | Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A primeira creche pública da Vila Telebrasília atenderá 188 crianças de até 5 anos e 11 meses em período integral. A alvenaria e as instalações hidráulicas das salas de aula, banheiros, cozinha, entre outros espaços, já estão prontas, enquanto, atualmente, são executados serviços de acabamento. O Governo do Distrito Federal (GDF) investe cerca de R$ 5 milhões na obra, executada por empresa contratada pela Secretaria de Educação do DF (SEE) com gerenciamento da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Batizada de Pitangueiras, a instituição segue os parâmetros do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Foram erguidos dois blocos com ambientes educacionais de alta qualidade, ligados por uma circulação coberta e um pátio também coberto. O Bloco A inclui salas de atividades para crianças de 0 a 11 meses, hall, secretaria, sala de professores/reuniões, direção, almoxarifado, sanitários acessíveis para adultos, lactário, refeitório, cozinha, lavanderia, rouparia, vestiários masculinos e femininos, copa para funcionários, entre outros ambientes.

Arte: Fábio Nascimento/Agência Brasília

Já o Bloco B terá salas de atividades para crianças de 1 ano a 1 ano e 11 meses, para crianças de 2 anos a 3 anos e 11 meses, e para crianças de 4 a 5 anos e 11 meses, além de sanitários, salas multiúso, salas de aula e depósito. Na área externa, estão localizados playgrounds, jardins, um castelo-d’água e estacionamento. A obra é executada pela empresa AJL Engenharia e Construção. Foram gerados cerca de 60 empregos até o momento.

O engenheiro da Novacap Vicente de Paulo Corrêa explica que atualmente estão sendo realizados serviços como pintura das paredes e gradis, instalação de esquadrias – janelas e portas -, colocação dos pisos, torneiras e pias das salas de aula e banheiros, e construção da casa de gás. “São os arremates da obra. As instalações em si já estão prontas. Seguimos o modelo nacional e apenas adaptamos ao espaço que temos aqui”, esclarece.

Mãe de dois filhos, a cuidadora de idosos Candeias Araújo comemora a obra: “Não é toda mãe que tem alguém para buscar o filho na creche ou pode pagar uma van escolar”

Os próximos passos serão a instalação do alambrado, pintura do chão e das demais áreas, finalização da casa de gás e do reservatório de água e conclusão da pavimentação em bloquete intertravado do estacionamento, entre outros serviços. Haverá ainda a instalação do piso emborrachado do playground, colocação do forro, ligação da energia e paisagismo.

Espaço de lazer e aprendizado

Com a chegada da primeira creche pública, as crianças que residem na Vila Telebrasília poderão desenvolver conhecimentos e habilidades ao lado de casa. Atualmente, a maioria dos pequenos estão matriculados em outras unidades da região administrativa, impactando diretamente a rotina e o orçamento dos pais e responsáveis.

“Teremos dez salas de aula, e cada uma delas terá capacidade para até 20 alunos. Serão atendidas, principalmente, crianças que moram aqui na Vila Telebrasília, já que essa creche está sendo construída para elas, no meio da comunidade”, afirma a coordenadora da Regional de Ensino do Plano Piloto, Sandra Cristina de Brito. “São alunos que vão para a escola pela primeira vez e vão poder iniciar suas vidas acadêmicas. É muito especial atendê-los em um lugar tão bonito quanto esse, um espaço gostoso de brincar e aprender.”

A cuidadora de idosos Candeias Araújo, 44 anos, está contente com a chegada do equipamento público na região em que mora há quase uma década. Mãe de dois filhos, ela destaca a importância de ter uma creche próxima de casa: “Não é toda mãe que tem alguém para buscar o filho na creche ou pode pagar uma van escolar. Tem muitas mulheres que até rejeitam empregos bons por causa disso. Então, com a creche aqui na vila, vai ser muito mais fácil para elas”, conta. “Um lugar novinho desse, até eu quero vir estudar”.

Primeira infância

Ampliar o número de vagas para a primeira infância é uma das prioridades do GDF. Nos últimos cinco anos, foram inauguradas 13 creches públicas. Os espaços ficam em Samambaia, Lago Norte, Ceilândia, Pôr do Sol, Sol Nascente e Santa Maria, além de Planaltina e Paranoá, que ganharam unidades voltadas à população da área rural. Atualmente, estão em construção o Cepi da Vila Telebrasília, do Gama e de outras 15 unidades.

Repórter Brasília/Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *