População do DF terá consultas e exames em formato itinerante gratuitos

Print Friendly, PDF & Email

Serviços serão disponibilizados em diversas áreas. Investimento da Secretaria de Saúde chega a quase R$ 14 milhões

A Secretaria de Saúde (SES-DF) firmou uma parceria com o Instituto Brasileiro de Assistência à Saúde (Ibras) para a implementação de um projeto de democratização do acesso aos serviços de saúde no Distrito Federal. De acordo com o Termo de Fomento, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta terça-feira (25), o projeto irá oferecer atendimentos essenciais em um formato itinerante e sem custos à população.

O documento prevê exames e consultas médicas em diversas áreas, tais como clínica geral, oftalmologia, ginecologia, mastologia, endocrinologia, cardiologia, nefrologia e urologia. A iniciativa conta ainda com uma frente de capacitações.

O projeto prevê atendimento em áreas como clínica geral, oftalmologia, ginecologia, mastologia, endocrinologia, cardiologia, nefrologia e urologia | Foto: Jhonatan Cantarelle/ Agência Saúde

Os atendimentos itinerantes de saúde também incluem a atualização do cadastro no e-SUS (Sistema Único de Saúde) e a orientação sobre procedimentos e cuidados relativos ao bem-estar da mulher, do homem, da criança e do adolescente, inclusive com disponibilização de material didático.

Ao todo, serão investidos cerca de R$ 14 milhões na iniciativa. O termo foi assinado pela secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, e por representantes do Ibras, nesta semana (21), e é válido por 12 meses.

Assistência para quem precisa

Há cerca de um mês, o Governo do Distrito Federal (GDF) instituiu o programa Expedição Cuidar: Serviços Itinerantes de Assistência, Prevenção e Promoção à Saúde. O objetivo é levar assistência à população mais vulnerável e com baixo acesso às Unidades Básicas de Saúde (UBSs), garantindo diagnóstico, controle, tratamento e prevenção de doenças.

Pelo programa, serão oferecidos atendimentos médicos, exames laboratoriais e clínicos, medicamentos da farmácia básica e alguns procedimentos laboratoriais. No formato proposto, as equipes de saúde vão até as pessoas, beneficiando comunidades com alta vulnerabilidade e residentes em áreas rurais.

A Expedição Cuidar irá funcionar integrada às equipes de Saúde da Família, dos Consultórios na Rua, de Saúde Bucal, de Práticas Integrativas e de e-Multi. Dessa maneira, será possível aumentar a resolutividade da Atenção Primária à Saúde – porta de entrada da população ao SUS.

Repórter Brasília/*Com informações da Secretaria de Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *