Polícia Civil do DF prende 160 autores de crimes ambientais em um ano

Print Friendly, PDF & Email

Polícia Civil combate desmatamento e parcelamento irregular dos solos, além de atuar na defesa dos animais

Nesta quarta (5), quando se comemora o Dia do Meio Ambiente, a Coordenação Especial de Proteção ao Meio Ambiente, à Ordem Urbanística e Animal (Cepema), da Polícia Civil do DF (PCDF), comemora, além da defesa dos animais, a importância do combate ao desmatamento e a parcelamentos irregulares, mediante a apresentação de importantes números. No último ano, foram 160 autores de crimes ambientais presos em 70 operações policiais, o que revela o comprometimento da PCDF no combate aos crimes ambientais.

Entre as missões da Polícia Civil do DF está a atuação na proteção ao meio ambiente e na repressão aos crimes contra animais | Foto: Divulgação/PCDF

Por meio das delegacias ligadas à corporação, foram feitos 39 autos de prisão em flagrante, que culminaram com a detenção de 125 autores dos mais diversos crimes ambientais. Além disso, foram presos 35 autores de crimes ambientais de menor potencial ofensivo, e contra eles foram lavrados 25 termos circunstanciados. Nessas operações, foram apreendidas dezenas de instrumentos utilizados em crimes, como tratores, caminhões e motosserras.

A Cepema, por meio da Delegacia Especial do Meio Ambiente (Dema) e da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra os Animais (DRCA), continua atuante no combate aos crimes ambientais e crimes contra os animais, respectivamente.

Repórter Brasília/*Com informações da PCDF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *