GDF enviará especialistas em calamidades e gestão de abrigos para o Rio Grande do Sul

Print Friendly, PDF & Email

Equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social embarca na próxima segunda-feira (13), às 8h, partindo da Base Aérea de Brasília, para auxiliar na organização de acolhimentos provisórios

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF) enviará para o Rio Grande do Sul (RS), na próxima segunda-feira (13), uma equipe especialista em calamidades e gestão de abrigos para auxiliar nas demandas decorrentes dos temporais e enchentes. O transporte dos servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes-DF) será feito pela Força Aérea Brasileira, às 8h, partindo da Base Aérea de Brasília.

GDF se mobiliza com envio de equipes e doações para ajudar a população atingida pelas enchentes no Rio Grande do Sul | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A comitiva é composta pelo secretário-executivo da Sedes-DF, Jean Marcel Pereira Rates, e dois servidores da pasta. O objetivo inicial será entender como o Distrito Federal pode ajudar de forma efetiva a organização dos acolhimentos provisórios que foram montados nas áreas mais afetadas.

Inicialmente, a equipe ficará em Porto Alegre e seguirá no RS por um período de até dez dias, com retorno estimado para o dia 23 de maio. Ao final da missão, será avaliada a necessidade de ampliação da equipe ou da estadia na região, bem como o revezamento dos servidores enviados.

Resgates

O GDF também enviou militares do Corpo de Bombeiros e agentes da Defesa Civil para atuar nas inundações na região Sul do Brasil. Até esta sexta-feira (10), foram resgatadas 149 pessoas e 45 animais em cinco dias de operações. Além disso, foi fornecido apoio para transporte de pessoas e de mantimentos às famílias afetadas. A força-tarefa permanecerá, inicialmente, até o dia 16 deste mês no estado gaúcho, dividida nas cidades de São Leopoldo e Bento Gonçalves.

‌Comitê de Emergência Brasília pelo Sul

No dia 7, o governador Ibaneis Rocha determinou a criação de um comitê de emergência para arrecadação de doações destinadas ao Rio Grande do Sul. O grupo será responsável por receber, planejar e coordenar a campanha de arrecadação das doações. As ações do comitê serão gerenciadas pela Chefia-Executiva de Políticas Sociais, coordenada pela primeira-dama do DF, Mayara Noronha Rocha.

Integram o Comitê de Emergência Brasília pelo Sul as secretarias de Estado, órgãos e agências públicas, como a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa) e Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb). Também serão convidados para compor a equipe representantes de associações e federações da sociedade civil, do Tribunal de Contas do DF (TCDF) e da Câmara Legislativa do DF (CLDF).

Rede de solidariedade

Os cidadãos interessados em ajudar a população do Rio Grande do Sul podem levar as doações para os pontos de coleta.

Neste momento, os itens de primeira necessidade são água, roupas, agasalhos, cobertores e alimentos não perecíveis de fácil consumo, como leites e biscoitos. As roupas devem ser separadas e identificadas por tamanho e tipo, e os calçados amarrados para que não se percam durante a separação e o envio das doações. As doações coletadas pelos órgãos públicos seguem para a base da Força Aérea Brasileira e, de lá, para o Rio Grande do Sul.

Repórter Brasília/Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *