Brasília pelo Sul arrecada mais de 100 toneladas de alimentos e água para vítimas das chuvas

Print Friendly, PDF & Email

Segunda remessa de doações foi entregue na Base Aérea nesta quinta-feira (9) com a presença da primeira-dama do DF, Mayara Noronha Rocha

Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

A campanha Brasília pelo Sul já arrecadou mais de 100 toneladas de alimentos para as vítimas das enchentes que assolam o Rio Grande do Sul. Os itens foram entregues nesta quinta-feira (9) pela primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha, na Base Aérea de Brasília em 10 caminhões e três vans.

A primeira-dama ressaltou a força da solidariedade da população da capital. Ela avalia que a quantidade de itens arrecadados mostra que o Distrito Federal demonstra mais uma vez que quando a população se une em torno de uma causa, consegue fazer a diferença. “Mostramos que não existem fronteiras para a empatia e a solidariedade. Em menos de uma semana, temos essa doação expressiva”, afirmou Mayara, que coordena, por meio da Chefia-Executiva de Políticas Sociais, as ações do Comitê de Emergência criado pelo GDF para organizar o auxílio aos gaúchos.

Durante a entrega, a primeira-dama lembrou a necessidade de os itens doados estarem em bom estado. “O importante é se colocar no lugar de quem vai receber. Doação não é descarte. Doe aquilo que você usaria, não doe roupa suja ou rasgada”, enfatiza Mayara.

O tenente-coronel Moraes, subcomandante da Base Aérea de Brasília, ressalta a participação da população do DF na arrecadação. De acordo com ele, tudo o que é recebido é separado e enviado à medida em que é solicitado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul, que avalia o que é mais necessário e também como serão armazenados e distribuídos.

A entrega dos itens arrecadados contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e Polícia Penal | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

“Hoje somos um facilitador e enviamos o que foi arrecadado pelo modal aéreo. Em cinco dias, arrecadamos (na Base Aérea) mais de 500 toneladas, número que deve dobrar hoje com a arrecadação do GDF”, avalia o subcomandante.

A entrega dos itens arrecadados contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e Polícia Penal.

O Comitê de Emergência Brasília pelo Sul foi criado pelo governador Ibaneis Rocha na última terça-feira (7). Integram o grupo as secretarias de estado, órgãos e agências públicas, como a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa), Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb), e serão convidados também para compor a equipe representantes de associações e federações da sociedade civil, do Tribunal de Contas do DF e da Câmara Legislativa do DF (CLDF). Todas as ações são coordenadas pela Chefia-Executiva de Políticas Sociais.

Orientações para quem quiser doar

Quem tiver interesse em ajudar a população do Rio Grande do Sul, pode levar as doações para os pontos de coleta nos grupamentos do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), nas administrações regionais, nas estações do Metrô e na Base Aérea de Brasília.

Neste momento, os itens de primeira necessidade são água, roupas, agasalhos, cobertores e alimentos não perecíveis de fácil consumo, como leites e biscoitos. As roupas devem ser separadas e identificadas por tamanho e tipo, e os calçados amarrados para que não se percam durante a separação e envio das doações.

A aposentada Lindinalva Braga Costa, de 77 anos, mora em Taguatinga e se uniu aos filhos e vizinhos para arrecadar itens que podem ajudar à população afetada pelas inundações no RS.

“Juntamos roupas, toalhas, alimentos como biscoitos. Temos que estar unidos sempre. É hora de todo mundo estar conscientizado que pode acontecer com todos nós”, observa a aposentada que foi à Base Aérea entregar as doações.

Repórter Brasília/Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *