Falta prevenção e comunicação eficiente, diz Busato

Print Friendly, PDF & Email

Luiz Carlos Busato (Crédito: Reprodução, TV Câmara)

O deputado federal Luiz Carlos Busato (União), ex-prefeito de Canoas, ex-Secretário de Obras e Irrigação do Estado do Rio Grande do Sul, afirmou que ninguém esperava que as cheias no Rio Grande do Sul alcançassem tamanhas proporções. Ele disse ao Repórter Brasília que, também por isso, “falta treinamento da população, falta tecnologia de monitoramento, e falta uma comunicação mais eficaz com a população”.

Sistema de alerta

O parlamentar falou de uma experiência que vem tendo com o sistema de comunicação de alerta. Ele se inscreveu no sistema de alerta da meteorologia e tem recebido todos os dias mensagens de alerta que vai ter chuvas e trovoadas, ou não vai, só que as mensagens que chegam acabam virando banais. “Tem horas que a gente nem lê mais, porque acha que é só um aviso de chuvinha que está vindo por aí”.

Tecnologia mais poderosa

Na opinião de Luiz Carlos Busato, “está faltando uma tecnologia, realmente, mais poderosa, uma comunicação mais eficaz, como a gente vê em alguns países, como é o caso do Japão, onde há uma efetiva comunicação para que a população possa se prevenir”.  O deputado alertou também que faltam obras de prevenção, faltam projetos, faltam tecnologias de monitoramento e até a capacitação das pessoas.

Mudança radical

“Temos que aprimorar o sistema de comunicação e de treinamento da população. A população tem que saber o que vai acontecer. É um conjunto de coisas que nós não estávamos preparados há pouco tempo”, argumenta Luiz Carlos Busato.  Segundo o congressista, “de alguns anos para cá, essas coisas começaram a ficar recorrentes e, agora, chegou num nível que realmente nós vamos ter que fazer uma mudança radical nas nossas prevenções e comunicações”.

Falta gestão de risco

O parlamentar argumenta dizendo: “Nós estamos acostumados a fazer a gestão do desastre, mas não estamos acostumados a fazer a gestão do risco. O que temos de concluir é primeiro planejamento, investir em projetos, investir em estudos. É importante a gente ter essa consciência, investimentos em obras, reconstrução, prevenção”.

Agradecimento aos parlamentares

Luiz Carlos Busato agradece a todo o Brasil, aos voluntários; citou entre eles o deputado federal Pedro Aihara (PRD/MG), que saiu de seu Estado, Minas Gerais, e foi ao Rio Grande do Sul ajudar, levando sua experiência, salvando vidas. O parlamentar mineiro é bombeiro de profissão, com cursos de aperfeiçoamento em prevenção de desastres, inclusive no Japão.

Apelo ao Parlamento

Luiz Carlos Busato fez um apelo ao Congresso, às Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores, para “ajudar a fazer com que essas pessoas, em meio a essa tragédia no Rio Grande do Sul, recomponham suas vidas, tanto no sentido social de construção de suas casas. Sou arquiteto e eu sei os problemas ambientais que nós mesmos criamos, nós mesmo ocasionamos os desastres, mas nós temos que a partir de agora ter essa sensibilidade”, acentuou.

A Coluna Repórter Brasília é publicada simultaneamente no Jornal do Comercio, o jornal de economia e negócios do Rio Grande do Sul.

Edgar Lisboa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *