Na avaliação do governo, protestos focam mais em Dilma e Lula | https://reporterbrasilia.com.br/

Inicial / Repórter Brasília / Na avaliação do governo, protestos focam mais em Dilma e Lula

Na avaliação do governo, protestos focam mais em Dilma e Lula

Print Friendly, PDF & Email

Mesmo menores do que em relação aos atos anteriores, manifestação ainda preocupa Planalto por associar o PT à Lava Jato.

Manifestaão contra Governo Dilma, em Brasília, foto Valtrer Campanato,Agência BrasilA primeira avaliação do governo sobre as manifestações de rua deste domingo é a de que, embora menores até agora, os protestos impressionam por serem mais concentrados na presidente Dilma Rousseff, no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e no PT, associando os petistas ao esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Dilma vai se reunir com ministros da coordenação política de governo no Palácio da Alvorada, por volta de 18 horas, para ter um diagnóstico mais preciso dos atos deste domingo e definir a estratégia da próxima semana. A reunião foi marcada pela presidente com os principais auxiliares ainda na sexta-feira.

A ordem do Planalto é destacar a legitimidade das manifestações e dizer que o governo tem “humildade” para admitir os erros. No diagnóstico de ministros ouvidos pelo Estado, a crise política arrefeceu, mas está longe de acabar e o governo precisa tomar cuidado para não demonstrar soberba neste momento em que os problemas na política prejudicam ainda mais a economia.

Em Brasília, manifestante fez até camiseta para mostrar apoio a Sérgio Moro

Em São Paulo, faixa prevê investigações no BNDES e pede que Moro tome providências

Manifestantes em São Paulo: ‘Somos todos Moro’

Em Belo Horizonte, manifestantes pedem que Moro investigue Lula

Chamaram a atenção dos ministros, nas manifestações de rua, os bonecos de Lula com roupa de presidiário e a inscrição 13-171, e também de Dilma vestida de “irmã metralha”. A percepção é a de que o governo não conseguiu até agora transmitir a ideia de que a investigação da Lava Jato vai passar o País a limpo. Ao contrário: os protestos mostraram que a operação da Polícia Federal nocauteou o governo e o PT.

Com a popularidade em queda livre, Dilma SÓ ganhou fôlego nos últimos dias após fazer acordo com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que divulgou a “Agenda País”, com propostas para reforma administrativa, proteção social e melhoria do ajuste.

Depois da parceria com Renan, a presidente conseguiu ganhar tempo no Tribunal de Contas da União (TCU), que adiou a votação do balanço do governo de 2014. Além disso, ela obteve vitórias, ainda que parciais, no Tribunal Superior Eleitoral e também no Supremo Tribunal Federal (STF). Na quinta-feira, o Supremo decidiu que as contas de Dilma devem ser votadas por deputados e senadores, em sessão conjunta do Congresso.

A decisão enfraquece o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que após romper com o governo, em julho – quando foi acusado pelo delator Júlio Camargo de cobrar propina de US$ 5 milhões num contrato da Petrobrás -, atuou nos bastidores pelo impeachment, embora oficialmente negue o movimento.

Veja as Fotos:

ACESSE link Fotos Públicas:https://fotospublicas.com/transcorre-com-tranquilidade-em-brasilia-as-manifestacoes-convocadas-por-organizacoes-contrarias-ao-governo-com-apoio-de-partidos-de-oposicao/

O Estado de S.Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.