Na aula show, do Festival Mundo Gastrô, chef Rogério Lisboa apresenta o Pho Ga, a famosa sopa vietnamita | https://reporterbrasilia.com.br/
Inicial / Matérias Especiais / Na aula show, do Festival Mundo Gastrô, chef Rogério Lisboa apresenta o Pho Ga, a famosa sopa vietnamita
Le Thi van, da embaixada do Vietnã; Simone Covades, do Sindhbar; chef Rogério Lisboa, com o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília, Joel Antônio da Silva

Na aula show, do Festival Mundo Gastrô, chef Rogério Lisboa apresenta o Pho Ga, a famosa sopa vietnamita

Print Friendly, PDF & Email

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília promove no Distrito Federal, o Festival Mundo Gastrô Conexão Vietnã. O Festival Mundo Gastrô pretende para criar conexão entre a culinária do DF e outros países, unindo sabores, turismo e troca de experiência. O presidente do Sindhbar, Jael Antônio da Silva disse que são pratos que requerem pesquisas, conhecimento, e busca.

Le Thi van, da embaixada do Vietnã; Simone Covades, do Sindhbar; chef Rogério Lisboa, com o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília, Jael Antônio da Silva

Na noite de sexta-feira (06) como parte da programação do Festival Mundo Gastrô, o Chef Rogério Lisboa (Colunista de gastronomia da Band FM, Brasília) uma aula show, na Carreta de Gastronomia do SENAC, num evento no Guará. Preparou sob o olhar atento dos presentes um dos pratos mais tradicionais do Vietnã, o Pho Ga, se pronuncia “fogá”, uma sopa tradicional vietnamita de galinha, com broto de feijão fresco, coentro, hortelã, cebolinha verde, pimenta vermelha e limão que é bastante consumida tanto na rua, como nos restaurantes do Vietnã.

A Pho Ga (sopa vietnamita)

O Chef Rogério Lisboa mostrou aos presentes como preparar o prato, desconhecido para a maioria dos brasileiros. Enquanto o Pho Ga era preparado, sob o olhar atento de todos, o Chef brasileiro respondia perguntas e mostrava, um a um, os ingredientes utilizados para que o prato tivesse o verdadeiro sabor da culinária vietnamita.

A Primeira Secretária da Embaixada do Vietnã, no Brasil, Le Thi van que representou a embaixadora Pham Thi Kim Hoa, no evento, destacou que a importância, de um chef, do Brasil mostrar um prato do Vietnã, o Pho Ga. A diplomata explicou que é um prato muito famoso, em seu pais, apreciado pela população.

Disse que cerca de 15 restaurantes de Brasília estão apresentando até a próxima semana, pratos típicos do Vietnã.

Após todos degustarem o Pho Ga, houve uma concorrida sessão de fotos com o chef Rogerio Lisboa, todos usando um chapéu típico do Vietnã, o Nón là. Sem dúvida, um show culinário com sabor que agradou a todos.

O presidente do Sindicato Patronal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília, Jael Antônio da Silva afirmou que “o objetivo é realizar outros eventos ao longo do ano, apresentando pratos típicos de diversos países. “Esse Festival Mundo Gastrô é uma conexão entre a culinária do Brasil com a internacional”.

Le thi van, mostra como utilizar os palitos orientais para comer. Falou dos hábitos e da cultura do Vietnã.

O chef Rogério Lisboa destacou, no final do evento, que o Festival Mundo Gastrô foi o primeiro evento realizado em parcerias com as embaixadas. O primeiro é com a Embaixada do Vietnã onde pretendemos mostrar a beleza da gastronomia vietnamita, com suas especiarias, seus aromas, suas cores”. O chef destacou que a culinária vietnamita é considerada uma das mais saudáveis do mundo com a utilização de muitos produtos frescos: vegetais, com a utilização de pouco sódio, pouco sal, pouco óleo. “É o primeiro passo, para mostrar, em Brasília, uma gastronomia saudável e que une os povos, de culturas diferentes, com uma mescla de sabores diferenciados que contam um pouco a história de cada país.

Veja abaixo a receita: 

Pho Ga (se diz “ fogá) – Sopa Tradicional Vietnamita de Galinha

Chef Rogério Lisbôa

4 sobrecoxas de frango com pele

2 colheres (sopa) de óleo de soja ou de milho

1 pedaço de cerca de 3 cm de gengibre fresco com casca

1 cebola média sem casca e cortada ao meio

Especiarias: 4 cravos da Índia /1 pau de canela/ 2 anis estrelados /

½ xícara (chá) de molho de peixe concentrado (tipo namplá), fácil de se encontrar em lojas de produtos orientais

250 gr de macarrão de arroz tipo talharim

250 gr de moyashi – broto de feijão fresco

1 maço pequeno de coentro fresco

1 maço pequeno de hortelã fresco

2 talos de cebolinha verde cortada em anéis

½ pimenta dedo de moça vermelha em rodelas fininhas

1 limão tahiti cortado em 4 gomos

Preparo

Coloque uma panela grande no fogo com um fio de óleo de soja. Doure ali as cebolas espetadas com os cravos e também o gengibre com casca mesmo. Depois que a cebola der uma leve dourada, acrescente o anis estrelado e a canela em pau. Mexa por cerca de 3 minutinhos para as especiarias liberarem os óleos essenciais.

Acrescente então o frango com pele, o molho de peixe, um punhado de coentro fresco (folhas e talos) e cerca de 2,5 litros de água. Cozinhe em fogo médio para baixo por cerca de 1 hora.

Cozinhe o talharim de arroz em outra panela em água fervente por cerca de 2 a 3 minutos. Prove para que tenha a certeza de que não cozinhou demais. É rápido mesmo. Escorre e lave com água fria. Reserve.

Descarte a pele e os ossos do frango. Corte em pedaços não muito pequenos. Coe o caldo e mantenha ele bem quente.

Em uma travessa individual de servir (cumbuca) coloque por baixo uma porção do macarrão, e ajeite por cima um ao lado do outro, uma porção de frango, de  broto de feijão, coentro (pode ser com galinhos mesmo), folhas de hortelã (aqui só as folhas), cebolinha em anéis e rodelas finas de pimenta dedo de moça.

Cubra com o caldo bem quente coado e esprema um gominho de limão por cima. Sirva.

Repórter Brasília, Edgar Lisboa com Magna Nolêto

Um Comentário

  1. Teresa Cristina Machado

    Que evento interessante!! Perdi o ao vivo, mas vou tentar a receita, mesmo sem a orientação didática do chef Rogério Lisboa. Todos os ingredientes são deliciosos, a combinação deve ficar um espetáculo. Certamente, quem esteve no evento, foi presenteado. Sou ouvinte assídua do Rogério na Band e aprecio demais todas as informações e curiosidades sobre a alimentação que ele traz. A alimentação é uma das atitudes mais importantes do dia, pois como disse Hipócrates: que seu alimento seja seu remédio e que seu remédio seja seu alimento. Parabéns, chef Rogério!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.