Locomotiva da economia | https://reporterbrasilia.com.br/

Inicial / Repórter Brasília / Locomotiva da economia
Alceu Moreira: “o produtor rural vai se endividar, com o silo cheio”.

Locomotiva da economia

Print Friendly, PDF & Email
Alceu Moreira: “o produtor rural vai se endividar, com o silo cheio”.

O deputado Alceu Moreira (MDB/RS) fez ao Repórter Brasília, um rápido balanço da situação do agronegócio, que já foi chamado pelo presidente Jair Bolsonaro de “locomotiva da economia do Brasil”. O parlamentar afirmou que “a única parte da cadeia produtiva que não põe preço, nem no que compra nem no que vende, é o produtor rural.”

Sócios sem plantar

Na avaliação de Alceu Moreira, “se todos os outros valores contribuintes para o custo de produção são aleatórios, são controlados por outros, eles acabam se transformando em sócios da produção primária sem plantar e sem colher”. O congressista apresentou uma série de fatores que impactam no setor rural: “o frete marítimo sobe oito vezes; o juro bancário sobe; chips de computador que estão em Taiwan 94% e eles não têm disponível, e a máquina também sobe. Temos a guerra da Rússia e Ucrânia, que o adubo duplica e quase triplica de preço.”

Planejamento e previsibilidade

No entendimento de Alceu Moreira, “o agro brasileiro precisa perceber que ele tem que trabalhar com duas palavrinhas importantes, que é descenalidade, planejamento por dez anos  e previsibilidade”. Na opinião do congressista, “o que nós temos que fazer é discutir uma pauta nacionalista dentro de um mundo globalizado.”

Agronegócio independente

Alceu Moreira defende que o agronegócio tem que ser o mais independente possível para não ser vulnerável aos riscos externos, que é o que nós não fizemos. “Nós não temos uma jazida de potássio pronta para colocar em funcionamento caso precise, nós não temos uma fábrica de chips, duas ou três, de computador, para caso a China ponha a mão em cima de Taiwan e nós ficaríamos sem os semicondutores.”

Pratos vazios

“Todos nossos equipamentos são robôs em cima de quatro pneus”, afirma Alceu Moreira. “Nós paramos o Brasil, se não fizer isso. Tem uma série de fatores para o agro brasileiro que precisa de previsibilidade. Se nós não tivermos isso, nós continuaremos sendo vulneráveis, só que a diferença é que o bem que nós vendemos é alimento. Se nós não conseguirmos cumprir um contrato estabelecido com alguém de fora, nós vamos deixar pratos vazios”.

Exportação para 210 Países

Para o deputado Alceu Moreira, “no volume de exportação, com certeza, nós não teremos prejuízo, porque nós alargamos enormemente o mercado, estamos exportando para 210 países. Quando temos um problema num ou noutro país, logo logo outro recupera. Temos problemas pontuais, como é o caso da carne suína, porque esse é um volume bastante grande, uma vez que a China ampliou a produção muito mais que o esperado e acabou gerando um super estoque que nós teremos que desovar rapidamente.”

Falta alimentos no mundo

O parlamentar não tem dúvidas que  “nesse gráfico de altos e baixos, tudo vai voltar ao normal”. Nos volumes de exportação de alimentos, garante o deputado, “tudo o que nós produzirmos no Brasil, venderemos, com certeza. Há falta de alimentos no mundo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.